Telefone/Fax: (67) 3317- 6955
Rádio
Perpétuo Socorro
CLÍQUE PARA OUVIR
MAIS NOTÍCIAS

Força Aérea vai instalar radares em MS para fiscalizar região de fronteira
23 DE JANEIRO

Quarta-feira será mais um dia de calorão com possibilidade de chuva
23 DE JANEIRO

Google Maps vai passar a mostrar localização de radares e obras no trajeto
18 DE JANEIRO

Inep divulga nesta sexta-feira as notas do Enem 2018
18 DE JANEIRO

Dia amanhece chovendo em algumas regiões, mas sol deve aparecer
18 DE JANEIRO

Com bolsas para 56 cursos, Anhanguera faz vestibular neste sábado
17 DE JANEIRO

Tarifas de embarque em aeroportos terão aumento de 5,39%
17 DE JANEIRO

Dia será de calorão com 38ºC e instituto emite alerta de temporal para 8 cidades
17 DE JANEIRO

Inep divulga notas do Enem nesta sexta-feira
16 DE JANEIRO

Inscrições de 2 concursos para o interior de MS se encerram na sexta
16 DE JANEIRO

Lei proíbe a pesca e comercialização do Dourado por cinco anos no Estado

Campo Grande News, 11 de Janeiro, 2019
110119101031 640x480 71bd080db7aa19868fd1e13aa375dd8c
Cidades
11/01/2019 07:08
Lei proíbe a pesca e comercialização do Dourado por cinco anos no Estado
Flagrante da irregularidade implica em multa de até 1 mil Uferms, interdição do estabelecimento e até suspensão da licença de pesca
Silvia Frias
Imprimir Enviar por E-mail
Lei proibiu captura, embarque, transporte e comercialização do Dourado (Foto: Divulgação)
Lei proibiu captura, embarque, transporte e comercialização do Dourado (Foto: Divulgação)
Lei publicada hoje no Diário Oficial proíbe, pelo prazo de cinco anos, a captura, embarque, transporte, comercialização, processamento e industrialização do peixe da espécie Dourado em Mato Grosso do Sul. Em caso de flagrante, os infratores estão sujeitos à multa diária de até 1 mil Uferms e interdição do estabelecimento.
O Dourado - Salminus brasiliensis ou Salminus maxillosus – encontra-se nas bacias do Paraná, de São Francisco, do Rio Doce e do Paraíba do Sul, sendo nativo em Mato Grosso do Sul e outros sete estados.

Pela legislação, a captura está limitada a modalidade “pesque e solte”, dos exemplares criados em cativeiro e para consumo dos pescadores profissionais.

A multa, simples ou diária varia de 100 a 1 mil Uferms. Também está prevista a apreensão do produto ou subproduto da pesca, interdição total ou parcial do estabelecimento/atividade, suspensão da licença e cancelamento desse registro, em caso de reincidência.

O projeto que restringe pesca e comercialização do Dourado foi aprovado em em 2ª discussão dezembro de 2018. A matéria foi rejeitada em 2017, mas foi apresentada novamente em fevereiro e, em novembro, foi aprovada em 1ª discussão. O projeto é de autoria do deputado Beto Pereira (PSDB). Com a restrição da pesca, a ideia é que duas gerações de peixe da espécie Dourado sejam ‘criadas’.


Campo Grande News, 11 de Janeiro, 2019