Telefone/Fax: (67) 3317- 6955
Rádio
Perpétuo Socorro
CLÍQUE PARA OUVIR
MAIS NOTÍCIAS

Diante de dificuldades, Papa pede que cristãos permaneçam fiéis a Deus
18 DE JUNHO

Embaixada levará 50 estudantes brasileiros para intercâmbio nos EUA
18 DE JUNHO

Senac abre inscrições para 40 vagas em curso técnico gratuito
18 DE JUNHO

Consórcio antecipa "Operação Férias" e tira mais ônibus das ruas nesta 2ª
28 DE MAIO

Com 20 pontos de bloqueio, caminhoneiros mantêm greve pelo 8º dia
28 DE MAIO

Sol brilha forte nesta segunda-feira com baixa umidade ar no Estado
28 DE MAIO

Paralisação afeta entrega de provas e OAB adia para junho Exame de Ordem
26 DE MAIO

Professor leva alunos pela 1ª vez ao museu e faz ponte da arte à periferia
26 DE MAIO

Sábado começa fresco, mas máxima pode chegar a 30°C em cidades de MS
26 DE MAIO

Estudantes têm até amanhã para renovar contratos do Fies
24 DE MAIO

Os santos e beatos são o carro-chefe da Igreja, afirma autoridade vaticana

Aci digital, 11 de Janeiro, 2018
11011804442 cruz pixabay 10012018
O Prefeito da Congregação para as Causas dos Santos, Cardeal Angelo Amato, afirmou que os homens e mulheres que alcançaram o céu “devido ao seu extraordinário testemunho evangélico, atualmente são o carro-chefe da Igreja e da sociedade”.

Segundo informações do jornal do Vaticano, L'Osservatore Romano, o Purpurado fez esta afirmação na segunda-feira, 8 de janeiro, na Pontifícia Universidade Urbaniana.

O Cardeal italiano sublinhou que “a meticulosidade que se reserva à elaboração dos produtos de qualidade” é a mesma “usada no processo canônico para chegar à beatificação dos servos de Deus e à canonização dos beatos”.

O Prefeito destacou que “o serviço da Congregação para as Causas dos Santos à Igreja e à sociedade consiste em celebrar os homens e mulheres, jovens e adultos, de toda língua e nação, que viveram heroicamente as virtudes cristãs ou perderam a vida no martírio, expressando com firmeza a própria identidade cristã ante os inimigos de Deus e da Igreja”.

As canonizações e as beatificações, continuou o Cardeal, chegam “no final de um processo preciso e complexo, que conta com o trabalho – além dos oficiais da Congregação e dos numerosos postuladores – de muitos especialistas externos, formados em história, teologia, direito canônico, medicina e ciências humanas”.

Do mesmo modo, o Purpurado também explicou que “o processo canônico, embora fundado em uma qualificada e sustentada experiência pluricelular, nunca está definitivamente fechado, mas permanece sempre aberto a maiores precisões e avanços”.

Uma prova disso, indicou o Cardeal, é o motu proprio do Papa Francisco publicado em 11 de julho de 2017, no qual foi aberta uma terceira via para a beatificação: a oferta da vida.

Os dois caminhos usuais para a beatificação são, e continuam sendo, a vivência heroica das virtudes cristãs e do martírio.

Outro texto que mostra o que foi dito pelo Cardeal é a instrução da Congregação que preside sobre as relíquias da Igreja, publicado em 17 de dezembro de 2017.

Beatificações e canonizações em 2017

Durante o seu discurso na Pontifícia Universidade Urbaniana, o Cardeal recordou que no ano passado foram realizadas 19 cerimônias de beatificação e 2 cerimônias de canonização.

As beatificações foram realizadas na Argentina, no Brasil, na Colômbia, no Japão, na Índia, na Irlanda, na Itália, na Lituânia, na Eslováquia, na Espanha e nos Estados Unidos; enquanto as canonizações foram celebradas em Fátima (Portugal) e no Vaticano.

No ano passado, o Papa Francisco presidiu as canonizações dos pastorinhos de Fátima, em Portugal; e das crianças mártires de Tlaxcala e dos protomártires do Brasil, no Vaticano.



Aci digital, 11 de Janeiro, 2018