Telefone/Fax: (67) 3317- 6955
Rádio
Perpétuo Socorro
CLÍQUE PARA OUVIR
MAIS NOTÍCIAS

Energisa dará dicas de economia a visitantes da Cidade de Natal
09 DE DEZEMBRO

Agetran abre na segunda cadastramento para o Passe do Estudante 2018
09 DE DEZEMBRO

Com retomada do vestibular, UFMS fica com inscrições abertas até janeiro
09 DE DEZEMBRO

Presépio e Árvore de Natal são inaugurados na Praça São Pedro
08 DE DEZEMBRO

Na solenidade da Imaculada Conceição, Papa reza o Angelus com os fiéis
08 DE DEZEMBRO

Concurso público que oferece 83 vagas segue com inscrições abertas
08 DE DEZEMBRO

Previsão ainda é de pancadas de chuva, mas com menos intensidade
08 DE DEZEMBRO

Papa fará homenagem à Imaculada Conceição na solenidade desta sexta
07 DE DEZEMBRO

Papa Francisco pede sabedoria e paz sobre Jerusalém
07 DE DEZEMBRO

Tarifa branca de energia começa em 2018, mas consumidor deve ter cautela
07 DE DEZEMBRO

São João Neumann
Atualizado em 09 de Março, 2017



São João Neumann

Bispo de Filadélfia, Pensilvânia, EUA., nascido em Prachatitz na Boêmia a 28 de março de 1811, filho de Felipe Neumann e Agnes Lebis. Fez os primeiros estudos na escola de Budweis e entrou no seminário desta cidade em 1831.

Dois anos depois, ingressou na Universidade Charles Ferdinand em Praga, onde estudou teologia.

Esperava ser ordenado em 1835, quando o bispo decidiu que não haveria mais ordenações. É difícil para nós imaginá-lo agora, mas a Boêmia de então tinha padres demais. João escreveu para bispos de toda a Europa, mas a resposta era a mesma em toda parte: ninguém queria mais padres. João estava certo do seu chamado ao sacerdócio, mas todas as portas para seguir esta vocação pareciam fechar-se à sua frente.

Mas ele não desanimou. Aprendeu inglês trabalhando numa fábrica junto com operários de língua inglesa, depois escreveu a bispos da América do Norte. Finalmente, o bispo de Nova York consentiu em ordená-lo. Para seguir a vocação divina ao sacerdócio, João teria de deixar sua terra para sempre e viajar através do oceano para um país novo e primitivo.

Em Nova York, João era um dos 36 padres para 200.000 católicos. A sua paróquia no oeste de Nova York ia do Lago Ontário até Pensilvânia. Sua igreja não tinha torre nem piso, mas isto não importava, porque João passava a maior parte do tempo viajando de cidade em cidade, subindo montanhas para visitar os doentes, detendo-se em mansardas ou tavernas para ensinar e celebrando Missas sobre mesas de cozinha.

Por causa do isolamento da sua paróquia, João desejava uma comunidade e assim entrou para os Redentoristas, Congregação de padres e irmãos dedicados a ajudar os pobres e os mais abandonados.

Primeiro padre a entrar para a Congregação na América do Norte, fez os votos em Baltimore no dia 16 de Janeiro de 1842.

O seu conhecimento de seis línguas modernas tornou-o particularmente capacitado para trabalhar na sociedade cosmopolita americana do século XIX.

Depois de trabalhar em Baltimore e em Pittsburgh, em 1847 foi nomeado Visitador ou Superior maior dos Redentoristas nos Estados Unidos.

O Pe. Frederick von Held, Superior da Província belga, à qual pertenciam as casas americanas, disse dele: "É um grande homem, que combina a piedade com uma personalidade forte e prudente". Ele precisou dessas qualidades durante os dois anos que exerceu o cargo, pois a fundação americana estava passando por um penoso período de adaptação.

Quando ele passou o cargo para o Pe. Bernard Hafkenscheid, os Redentoristas dos Estados Unidos se preparavam para se tornar uma província autônoma, o que ocorreu em 1850.

Pe. Neumann foi nomeado bispo de Filadélfia e foi ordenado em Baltimore a 28 de março de 1852. A sua diocese era muita grande e passava por um período de desenvolvimento considerável.

Como bispo, foi o primeiro a organizar um sistema diocesano de escolas católicas. Fundador da educação católica na sua região, aumentou o número das escolas católicas na sua diocese de 2 para 100.

Fundou as irmãs da Ordem Terceira de São Francisco para ensinar nas escolas.

Entre as mais de oitenta igrejas construídas durante o seu episcopado, deve ser mencionada a catedral de São Pedro e São Paulo, que ele começou.

São João Neumann era de pequena estatura, de saúde sempre fraca, mas no curto espaço da sua vida realizou muita coisa. Encontrou tempo até para uma considerável atividade literária, além dos seus deveres pastorais.

Escreveu numerosos artigos em revistas e jornais católicos e também publicou dois catecismos e em 1849 uma história bíblica para as escolas.

Continuou sua atividade até o fim.

No dia 5 de Janeiro de 1860 (aos 48 anos) sofreu um colapso numa rua da sua cidade episcopal e morreu sem poder receber os últimos sacramentos.

Foi beatificado pelo Papa Paulo VI dia 13 de outubro de 1963 e canonizado pelo mesmo Papa dia 19 de junho de 1977.